Quer Manter a Forma e ganhar mais qualidade de vida ?

Valências Físicas usadas em nosso Condicionamento Físico.

O treinamento funcional, que é aplicado atualmente como uma metodologia de desenvolvimento do condicionamento físico, visa melhorar a funcionalidade do corpo através do aperfeiçoamento das valências físicas.

Valências físicas, também chamadas de qualidades físicas, capacidades motoras, capacidades físicas entre outras denominações, são aptidões potenciais físicas de uma pessoa, definindo os pressupostos dos movimentos desde os mais simples aos mais complexos. Conceituadas como todo atributo físico treinável num organismo humano. Em outras palavras, são todas as qualidades físicas motoras passíveis de treinamento, comumente classificadas em diversos tipos: força, resistência, velocidade, agilidade, coordenação, flexibilidade, mobilidade e equilíbrio.

As valências físicas são determinadas geneticamente, todos os seres humanos nascem aptos a desenvolver estas capacidades (por isso aptidões em potencial), algumas com maior potencial que outras para os limites desse desenvolvimento. Portanto, todos nascem com uma capacidade de gerar força, resistência, por exemplo. Mas as habilidades motoras são movimentos aprendidos que dependem do treinamento, ninguém nasce sabendo jogar vôlei ou basquete.

São divididas em dois grupos:

  • Capacidades condicionais
  • Capacidades coordenativas

As capacidades físicas condicionais são a força, flexibilidade, velocidade e resistência e têm aspectos fisiológicos fundamentalmente dentro do metabolismo energético, determinadas pelos processos que conduzem à obtenção e transformação de energia.

Capacidades coordenativas são capacidades determinadas, essencialmente, por componentes onde predominam os processos de condução nervosa, isto é, elas possuem a capacidade de organizar e regular o movimento, constituindo-se, portanto, na base para o aprendizado, execução e domínio dos gestos técnicos. Aquilo que se denomina técnica no esporte apóia-se e é determinado, preponderantemente, pelas capacidades coordenativas. Estas podem ser classificadas de diversas formas, mas para facilitar nosso entendimento vamos nos prender nas mais conhecidas que são as capacidades de equilíbrio, ritmo e coordenação motora.

Onde são usadas as capacidades físicas?

Os movimentos que estamos acostumados a ver os atletas realizarem em espetáculos esportivos, sempre envolvem uma combinação de capacidades físicas condicionais e coordenativas, e ao mesmo tempo são realizados em forma de uma técnica que é a habilidade motora.

E você usa as capacidades diariamente em tudo o que faz, precisa de coordenação para dançar, de resistência para caminhar, força para deslocar um objeto. A diferença de fazer exercícios funcionais para um treino de musculação, é que no primeiro caso, se trabalha com todas as valências deixando-o aperfeiçoado para suas atividades do dia a dia. Já no segundo, é menos comum o uso de todas essas capacidades, quando o foco geralmente é a o aumento da força.

Segue algumas dicas”:

Intensidade: o corpo reage quando é desafiado.

Regularidade: não é necessário exercitar se todos os dias. Mas uma vez por mês não está nem perto do ideal.

Variabilidade: fazer uma atividade que você tem afinidade é fundamental para que isso se torne um hábito. mas nem sempre fazer o que gosta é o suficiente. mude o estímulos.

Controle: observe seu treino e controle sua evolução.

Complexidade: opte por exercícios mais complexos, que envolvam vários grupos musculares que exijam maior grau de equilíbrio.